quarta-feira, 30 de junho de 2010

Melhor assim

Não que não quisesse gostar do melhor amigo, é que quando o conheceu já estava apaixonada. Então vieram os namoros e um amor emendado no outro. E tinha essa mania de não se envolver com amigos. Criou essa regra e nunca a descumpria. Hoje acredita que inventou esse pretexto para não ser feliz de verdade. Mas, foi escolha dela...

Ele sempre a presenteava e ela retribuía, talvez por isso ele acreditava que houvesse alguma coisa e que cedo ou tarde essa coisa os uniria. Enganou-se. Não havia nada, nada da parte dela, que insistia em se perder em braços que não eram os dele.
Ele, mesmo transbordando de amor, nunca se declarou, deixava sempre para depois e depois, depois. Contudo, todos sabiam, até o pai dele. Fazia visitas ao pai e a levava junto. Os três passavam horas falando da vida, depois iam embora, ela para a casa dela e ele para casa dele. Durou mais de uma década.
Cansada do silêncio, atirou todas as palavras nele. Adjetivos, verbos, consoantes, frases inteiras, pela metade. Ele não a olhava nos olhos até pronunciar o primeiro palavrão. E a partir daí quem falou foi ele. Contou o que sentia, a forma como sentia.
Pediu desculpas, não adiantou. Ela o magoou. Machucou-o com a intenção de que ele seguisse seu rumo, que não se iludisse. Deu certo. Encontrou-o recentemente de mãos dadas, nunca o tinha visto de mãos dadas. Encheu-se de alegria e, mesmo sem se cumprimentarem, desejou que ele fosse feliz com quem estivesse.
De vez em quando se pergunta de quem foi a culpa e tenta achar os porquês que os impede de conversar. Não encontra culpados, não encontra porquês, só sabe que tinha de ser assim.

5 comentários:

  1. Nem sempre há um porquê. Mas é péssimo quando a tangente imperfeita da companhia errada será aquela que teremos pelo resto dos dias.

    ;)

    ResponderExcluir
  2. É, flor, melhor assim. Mesmo porque, nem sempre há os porquês... Às vezes a vida toma seu rumo, independente da nossa vontade. Porque tem que ser assim...

    ResponderExcluir
  3. Você me faz chorar. Impressionante como consegue olhar a vida de cima. Como se estivesse num lugar elevado e de lá fotografasse os segundos com uma lente clara e poética. Sei do que aconteceu, mas mesmo que não soubesse perceberia que ela o ama com amor de irmã para sempre, mesmo que ele empine por aí o nariz de mãos dadas com alguém. Esse amor dela me faz admirá-la e me apixonar por ela. Mais e mais e mais e mais. Te Amo.

    ResponderExcluir

Porque quem comunica se trumbica.