quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Sobre a vírgula, o ponto final e os três pontinhos

Era um elogio escondido, ficou ali por meses e meses. Eu apaguei. Mas eu o lia todos os dias, era uma forma de cultivar o nosso bom momento, de me lembrar dos instantes que inspiraram aquelas palavras. Também era um meio de afagar o meu ego. Era um ótimo antídoto contra a baixa auto-estima ou para as carências de fim de noite ou de final de mês, para a falta do dia a dia. Por que apaguei? Não sei, talvez porque “tenho desejos maiores e quero beijos intermináveis”.Pode ser eu querendo o ponto final, uma vírgula ou os três pontinhos.

PS: Sempre tropeço nas vírgulas, erro nos pontos finais e exagero nos três pontinhos.

3 comentários:

  1. Larissa... você me surpreende nas suas construções metafóricas, cada dia mais. Meu! Que texto é esse? Amei. Xonei!

    ResponderExcluir
  2. Amei tb, flor. E essas vírgulas... como elas me seguem... rsrs...
    os tres pontinhos tb... preciso aprender a por pontos finais... E ponto!

    ResponderExcluir
  3. Eu também...

    ResponderExcluir

Porque quem comunica se trumbica.