terça-feira, 29 de novembro de 2011

Prece

Pouco, mas o suficiente para querer que permaneça por um período longo. Quiçá interminável. De olhar para frente e desejar a sua mão na minha. De acordar já pensando em você e repetir o pensamento à noite. Rir a dois é melhor, de doer a barriga e pedir figa. Fico boba. E até duvido que você exista. Belisco. É de verdade, respirando numa frequência irresistível. Além do encaixe em mim. Que os trinta dias sejam apenas uma prévia do bem que você me faz.

2 comentários:

  1. E que os 30 sejam 60, e depois 90 e, quando menos esperarmos, sejam eternos. Lindinho!

    ResponderExcluir

Porque quem comunica se trumbica.